EDP troca comando no país em momento de expansão

41

Prestes a iniciar um novo ciclo com a chegada de João Marques da Cruz na presidência, a EDP Brasil encerrou o ano de 2020, que a certa altura prometia ser de prejuízos, com resultados recordes. Superado o desafio de atravessar a pandemia sem grandes sobressaltos, a companhia elétrica de controle português se prepara para seguir crescendo “com qualidade” nos seus três negócios prioritários no país: distribuição, transmissão e geração distribuída de energia.

Valor Econômico