Governo de Minas Gerais recebe proposta para concessão da Rota Lund à iniciativa privada

91

A oferta é do consórcio Gestão parques MG – Urbanes – B21, formado por duas empresas. O percurso da Rota Lund passa por cinco cidades da Grande BH e sete marcos principais. O conjunto de pontos turísticos leva o nome do pesquisador dinamarquês Peter Lund (1801-1880) – o “pai da paleontologia brasileira”. O complexo de paleontologia e arqueologia compreende o Parque Estadual do Sumidouro, o Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato e o Monumento Natural Estadual Peter Lund, atualmente sob gestão do Instituto Estadual de Florestas (IEF). O edital de licitação prevê a assinatura de contrato, por 28 anos, com valor aproximado de R$ 294 milhões para conceder à iniciativa privada a gestão de atrativos turísticos das três unidades. O modelo do contrato deve gerar uma economia anual, de cerca de R$ 4 milhões, aos cofres do Estado durante os 28 anos de contrato. (Estado de Minas)