Iniciado market sounding para projeto de concessão dos Portos de Vitória e Barra do Riacho (ES)

93

Ao longo do mês, serão realizadas reuniões com players, associações e entidades para colher contribuições do mercado e tratar de temas relevantes para formatação do projeto, tais como aspectos financeiros, plano de exploração portuária e cronograma, bem como os trâmites do processo licitatório. Os ativos são administrados pela Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). Trata-se do primeiro projeto de desestatização de portos públicos do Brasil. Com 14 berços de atracação, o Porto de Vitória tem 1.350 m² de área e registrou movimentação de 7 milhões de toneladas em 2019. Já Barra do Riacho possui 860 mil m² de área, das quais 522 mil m² são greenfield, dois berços de atracação de terminais de uso privado, e movimentou 8 milhões de toneladas em 2019, principalmente madeira, celulose e combustíveis. O projeto prevê contrato de 35 anos, com estimativa de R$ 1,3 bilhão em investimentos ao longo do contrato. A previsão é de que o leilão seja realizado em novembro deste ano. (Programa de Parcerias de Investimentos)