Novos projetos tornam leilão da Fiol mais competitivo

103

A perspectiva de integração entre projetos ferroviários que estavam paralisados e novos empreendimentos atraiu mais operadores para o leilão do primeiro lote da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), marcado para abril. A avaliação inicial era que o trecho teria apenas a participação da Bahia Mineração (Bamin). Hoje, o mercado considera também  a entrada dos grupos VLI (que tem como acionistas Vale, Mitsui, FI-FGTS, Brookfield e BNDES) e Cosan, por meio da Rumo.

Valor Econômico