‘Nova’ Cedae vai ser lucrativa, defende BNDES

614

O modelo desenhado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a concessão à iniciativa privada dos serviços de distribuição de água e captação e tratamento de esgoto da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) permitiria à estatal se manter de forma lucrativa, sem necessidade de aportes do governo fluminense, destacou ontem Guilherme Albuquerque, chefe do departamento de desestatização e estruturação de projetos do banco de fomento.

Valor Econômico