Frete cai para soja de MT que sai pelo Norte, mas sobe para a que vem para Santos

590

A aceleração da produção de soja e de milho no Centro-Oeste ocorre em um momento de melhora na saída das exportações brasileiras de grãos pelo chamado Arco Norte. Em 2010, apenas 14% das exportações brasileiras de milho e de soja saíam por esses portos. Em 2015, a taxa foi de 21%, subindo para 32% no ano passado. Neste ano, tomando como base dados da Conab e da Secex, o percentual de soja exportado de janeiro a setembro soma 55%. As duas principais saídas são Barcarena e Santarém, que acumulam 36% das exportações mato-grossenses da oleaginosa.

Folha de S.Paulo