Agenda privada sustentável supre omissões do governo

160

Enquanto na Europa os governos impõem a agenda de sustentabilidade e diversidade, no Brasil essa transformação está sendo liderada pelo setor privado. Na área de transportes, por exemplo, as matrizes de grandes multinacionais da indústria e do varejo pressionam para que os produtos que fabricam no país sejam transportados por caminhões cada vez menos poluentes. Neste ano, a Scania começou a produzir veículos a gás que permitem o uso de biometano, um biocombustível feito a partir de resíduos de aterros sanitários ou de produtos agrícolas. Transportadores que atendem empresas como L’Oréal, Nestlé, Unilever e Carrefour aumentaram os pedidos desse tipo de caminhão em plena pandemia.

Valor Econômico