Análise: Paulo Guedes assume Pró-Brasil

621

O governo vai apresentar, na próxima semana, o programa Pró-Brasil – que deixou de ser uma lista de obras a serem financiadas com dinheiro do orçamento público para ser um plano de ação com foco no emprego e na renda. Foi em torno da iniciativa de três ministros – o chefe da Casa Civil, Walter Souza Braga Netto, do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas – que surgiu o Pró-Brasil. O programa era uma fila de projetos em estágio mais avançado que teria prioridade na alocação de recursos oriundos da não aplicação da lei do teto do gasto (pela qual o gasto do ano que vem será o deste ano apenas corrigido pela inflação). Essas obras demandariam cerca de R$ 30 bilhões. (Claudia Safatle)

Valor Econômico