Setor privado se diz preparado para qualquer cenário no saneamento

133

Fonte: Valor Econômico 

Para especialistas e agentes do setor, a alteração em estudo pelo governo não traria maior contribuição para ampliar investimentos privados do que a proposta já aprovada no Congresso. “Não muda absolutamente nada, é só para falar que negociou. Não dava para esperar 30 anos e não dá para esperar 20, é trocar seis por meia dúzia”, diz Venilton Tadini, presidente-executivo da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib).

Especialistas reconhecem que, mesmo com a renovação, os investimentos privados não seriam interditados. Apesar de a prorrogação desagradar, existe certa confiança no novo processo, que exigirá de todas as empresas interessadas, incluindo estatais, comprovação de capacidade financeira para investir e universalizar o acesso a água e esgoto no prazo previsto.