Governo do Rio tenta evitar federalização da Cedae

105

O governo fluminense negocia com o banco BNP Paribas uma ampliação de prazo para o pagamento do empréstimo de R$ 4,4 bilhões que vence em 21 de dezembro, como forma de tentar evitar a federalização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). Mas o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), já admite privadamente ceder à União uma fatia no capital da companhia, desde que o Estado permaneça no controle do negócio.

Valor Econômico