AES negocia bloco de ações do BNDES na geradora Tietê

484

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deu início a um processo competitivo para a venda de sua participação na geradora de energia AES Tietê. O negócio foi engatilhado pelo interesse da americana AES Corp. em comprar essa participação – o que fez com que o banco público optasse pelo formato de leilão. O Valor apurou que a AES contratou os bancos Credit Suisse e Goldman Sachs como seus assessores nessa tratativa. A participação, detida por meio da BNDESPar, é de 28,41%, correspondente a R$ 1,6 bilhão.

Valor Econômico