Editorial: Para o setor aéreo, o pior parece ter passado

132

O número de voos no dia 27 de maio, incluídos os de transporte de carga, foi 30% maior do que o registrado em 21 de abril, considerado o pior dia da crise por que passa o setor. É muito provável que, como observou Pearce, o mês de maio foi melhor do que abril também para o transporte de passageiros. Para reforçar sua avaliação, Pearce apresentou dados da pesquisa no Google segundo os quais as buscas por viagens aéreas aumentaram 25% em relação a abril. A queda dos preços das passagens – de cerca de 23% para os voos domésticos, segundo a Iata – deve estar atraindo mais passageiros.

O Estado de S. Paulo