Aneel vai propor uso de fundos de R$ 23 bi para reduzir impacto de empréstimo nas contas de luz

95

Para além dos empréstimos bilionários com potencial de gerar novos tarifaços, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai propor o uso de recebíveis de fundos setoriais para socorrer o setor elétrico dos efeitos da pandemia do novo coronavírus. A ideia é utilizar recursos de taxas de pesquisa e desenvolvimento, eficiência energética e de fiscalização para minimizar o impacto dos financiamentos nas contas de luz. Os cálculos da Aneel estimam que esses fundos tenham R$ 23 bilhões nos próximos cinco anos.

O Estado de S. Paulo