Governo quer destravar mais investimentos em ferrovia

200

A previsão de repasse de R$ 2,9 bilhões à União, como pagamento da outorga pela prorrogação antecipada da ferrovia Malha Paulista, poderá ser convertida em novos investimentos no setor, informou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Para que isso ocorra, mesmo após a assinatura dos aditivos contratuais, o governo deve recorrer ao mecanismo de “investimento cruzado” criado pela Lei 13.448/17. “Acabamos tendo na mão R$ 2,9 bilhões de outorga que não necessariamente vão para o Tesouro. A gente tem a possibilidade de fazer investimentos adicionais e de até colocar dinheiro em outras situações”, disse Tarcísio, em webinar que discutiu ontem o novo contrato da Malha Paulista, concessão da Rumo.

Valor Econômico