TCU libera renovação da Malha Paulista

46

A novela em torno da renovação antecipada do contrato de concessão da Malha Paulista, ferrovia controlada pela Rumo que corta o Estado de São Paulo e desemboca no Porto de Santos, parece ter superado o último impasse e chegado ao capítulo final. Em despacho na noite de quarta-feira, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes negou pedido de medida cautelar, apresentado pela própria área técnica do órgão de controle, para barrar a assinatura da extensão contratual da Malha Paulista até 2058.

Valor Econômico