Setor elétrico propõe ‘acordo geral’ para atravessar pandemia

171

A equipe econômica estuda um socorro bilionário às distribuidoras de energia, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ou de um “pool” de bancos comerciais, mas uma ala majoritária da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vê essa medida com ressalvas. A agência avalia um cardápio de ações, começando pela abertura de renegociações bilateral dos contratos de fornecimento entre geradoras e distribuidoras, como alternativa para lidar com a crise.

Valor Econômico