Setor inicia pressão para suspender cobrança de pedágio durante epidemia

362

Num movimento ainda discreto, caminhoneiros pressionam o governo para suspender a cobrança de pedágio durante a crise do coronavírus. A medida, porém, tem encontrado forte resistência do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que não pretende ceder nesse ponto. O governo tem atendido a pedidos da categoria, como o fornecimento de máscara e álcool em gel e a inclusão dos motoristas entre os que receberão vacina contra a gripe. A prioridade de Freitas é garantir o abastecimento e a logística para a distribuição de insumos para as ações de saúde, como os 10 milhões de testes de coronavírus.

Valor Econômico