Plano prevê investimento de R$ 2,3 tri em energia

834

O governo prevê crescimento de 2,9% da economia até 2029 e, para isso, terá de adicionar capacidade de geração de energia equivalente a quatro usinas de Itaipu para suportar esse desempenho. É o que mostra o Plano Decenal de Expansão Energética (PDE) assinado ontem pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. De acordo com o ministro, esse novo planejamento exigirá investimentos de R$ 2,3 trilhões para a ampliação da capacidade instalada, 74% concentrados na exploração de petróleo e gás.

Valor Econômico