Rio depende de acordo com 64 cidades para privatizar Cedae

599

Mais um obstáculo apareceu à frente da privatização da Cedae, a estatal de água e esgoto do Rio. Antes de entregar a concessão ao setor privado, como deseja o governo estadual, será necessário que 64 prefeituras formalizem a relação com a empresa –70% dos municípios do estado. Só depois dessa etapa, o Rio poderá seguir o plano de ceder o controle da estatal, o que deve lhe render o dinheiro necessário para pagar uma dívida de mais de R$ 3 bilhões com o governo federal –a esperança é que ainda haja uma sobra. O prazo final para o acerto de contas com a União é dezembro.

Folha de S. Paulo