Editorial: Falta de saneamento é obstáculo para melhorar água do Rio

87

É preocupante a situação traçada por professores da UFRJ sobre a qualidade da água que abastece cerca de 9 milhões de pessoas na Região Metropolitana do Rio. Uma nota técnica divulgada quarta-feira alerta que o lançamento de esgoto é ameaça real à segurança hídrica do Grande Rio. Segundo os docentes, há despejo de dejetos nos Rios dos Poços, Queimados e Ipiranga, afluentes do Guandu que deságuam a menos de 50 metros do ponto de captação da Cedae. Para eles, além de maior transparência na questão da qualidade da água e mudanças no sistema de governança, é preciso investir em saneamento.

O Globo – 20/01/2020