Marco do saneamento prevê privatização de empresas que não cumprirem metas

183

O relatório da comissão especial criada para discutir o novo marco legal do saneamento abre caminho para a privatização de empresas que não cumprem planos de investimento e metas de universalização do serviço. Por outro lado, aquelas que atestarem sua eficiência e cumprimento das exigências da legislação poderão seguir em frente com os contratos atuais até fim do prazo.

Valor Econômico