Distribuidoras propõem reduzir impacto de leilão

311

As distribuidoras de energia querem que as despesas relativas ao volume extra de energia que deverá ser contratado no próximo leilão de energia nova, em 17 de outubro, seja rateado por todos os usuários do país, inclusive consumidores livres. Segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), que entregará o pleito ao Ministério de Minas e Energia (MME), no âmbito da consulta pública aberta para discutir a sistemática do leilão, da forma como está proposta, haverá impacto na tarifa dos consumidores residenciais e comerciais de pequeno porte, justamente no momento em que o governo e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) discutem formas de tornar o custo da energia mais baixo e transparente para o usuário final. Esse impacto, porém, é difícil de precisar.

Valor Econômico