Suez defende novo marco para saneamento

283

Após sofrer um “trauma” na América Latina, em 2006, a francesa Suez ainda resiste em voltar a ter concessões de saneamento no Brasil. A empresa defende a aprovação do novo marco legal do setor, mas ainda não está claro se somente as novas regras serão suficientes para fazer o grupo voltar a adquirir contratos de operação no país, afirma o presidente da companhia na América Latina, Charles Chami.

Valor Econômico