Sem acordo, governo deve abrir mão de MP do saneamento

509

Sem conseguir chegar a um consenso com 24 governadores, o governo deve abrir mão da medida provisória que estabelece um novo marco regulatório para o setor de saneamento básico. A medida caduca no dia 3 de junho. A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) disse nesta quinta-feira (23) que o prazo está muito apertado e que é mais viável tentar abordar a questão em um projeto de lei. “A [MP] do saneamento, pouco provavelmente a gente deve conseguir aprová-la. O prazo ficou muito em cima da hora por conta dos erros que aconteceram nos últimos dias na Câmara”, afirmou.

Folha de S. Paulo