Sem acordo, governo deve abrir mão de MP do saneamento

2257

BRASÍLIA ​Sem conseguir chegar a um consenso com 24 governadores, o governo deve abrir mão da medida provisória que estabelece um novo marco regulatório para o setor de saneamento básico.

A medida caduca no dia 3 de junho. A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) disse nesta quinta-feira (23) que o prazo está muito apertado e que é mais viável tentar abordar a questão em um projeto de lei.

A Abdib (Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base), representante das empresas privadas, diz que o parecer da MP reforça os conceitos de competição e isonomia entre empresas públicas e privadas.

Fonte: Folha de S. Paulo – WEB