Votação do marco legal do saneamento está travada na Câmara

103

Com o prazo apertado para votação, voto contrário da oposição e resistência dos governadores, a medida provisória (MP) que muda o marco legal do saneamento básico, com estímulo as privatizações, está travada na Câmara dos Deputados e pode perder a validade novamente (o que ocorrerá no dia 3 de junho). O governo já trabalha com a possibilidade de mandar um projeto de lei em regime de urgência.

Valor Econômico