STJ retoma validade de PPP de iluminação pública de SP

204

Mais de cinco anos depois de ter sido anunciada pela prefeitura de São Paulo, no fim de 2013, a Parceria Público-Privada (PPP) de iluminação pública de São Paulo ganhou sobrevida nesta semana, depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) cancelou uma decisão de instância inferior que tinha anulado sua validade no ano passado. A disputa, que envolvia um contrato de R$ 7 bilhões em valores de 2013, foi finalmente concluída no início de 2018 e teve como ganhador o consórcio formado pelas empresas FM Rodrigues e Consladel.

Valor Econômico