Concessão de terminais de ônibus pode atrair R$ 650 milhões de investimentos em SP

1801

A última reunião do Comitê de Mobilidade Urbana da Abdib contou com a participação especial de Eduardo Pacheco Fernandes, diretor da SP Parcerias da Prefeitura de São Paulo, que apresentou detalhes dos projetos de mobilidade urbana que compõem o programa de desestatização da capital paulista, com foco na concessão de 27 terminais de ônibus. Foram explicados objetivos, aspectos técnicos e financeiros, obrigações e inovações regulatórias do projeto. Fernandes respondeu quase dez perguntas dos participantes.

Cinco terminais já estão em fase adiantada para concessão – um deles, o terminal Princesa Isabel, tinha previsão de apresentação de propostas dia 29 de março, mas foi adiado. Nessas cinco instalações, há perspectiva de R$ 650 milhões de investimentos em requalificação dos terminais e melhoria dos serviços, ações no perímetro de abrangência (ampliação de calçadas, por exemplo) e, sobretudo, no aproveitamento de potencial construtivo, que pode ser explorado com centros comerciais, residenciais e hoteleiros, sempre respeitando as regras do plano diretor.