Economistas discutem diretrizes para a retomada da indústria

2656

A Abdib promoveu em parceria com a Fipe no dia 10 de setembro em São Paulo o seminário A Retomada da Indústria: uma Estratégia de Longo Prazo. O seminário contou com economistas brasileiros e estrangeiros de qualidade inquestionável, distribuídos em cinco painéis: Mushtaq Khan (Universidade de Londres), José Gabriel Palma (Universidade de Cambridge), Antonio Delfim Netto (FEA-USP), Luiz Gonzaga Beluzzo (Unicamp), Marcos Lisboa (Insper), Luciano Coutinho (Unicamp), Martin Raiser (Banco Mundial), Nelson Marconi (FGV-SP), Simão Silber (FEA-USP), Claudia Prates (BNDES), Luiz Carlos Bresser-Pereira (FGV-SP) e Samuel Pessoa (FGV-RJ).

Além de promover um debate de qualidade, a Abdib ainda distribuiu um documento – o Plano Nacional de Reindustrialização (PNR) – que traz uma avaliação sobre o escopo e o resultado das políticas públicas passadas, aspectos que justificam a importância da indústria para o desenvolvimento econômico e propostas para a recuperação da participação indústria na economia brasileira.

Esse debate é oportuno em um momento marcado por eleições federais e estaduais, tanto para o Poder Executivo quanto para o Legislativo. O objetivo foi avaliar, com economistas de diferentes escolas de pensamento, a importância da indústria para o crescimento econômico e para o Brasil alcançar o patamar de um país de renda mais elevada e a pertinência de uma política industrial para a retomada do desenvolvimento do setor manufatureiro.

Para o presidente-executivo da Abdib, Venilton Tadini, o Brasil, nas últimas décadas, tem desperdiçado oportunidades aproveitadas por outros países que já atingiram patamares elevados ou suficientes de desenvolvimento. “A indústria, empiricamente, é uma das mais importantes plataformas para criar riqueza, desenvolvimento tecnológico e progresso”, explica.

 

 

LEIA MAIS:

Desafios são diversificar e elevar valor agregado das exportações industriais

Indústria 4.0 cria oportunidades para Brasil adensar cadeias e criar valor

Produtividade estagnada é desafio para Brasil e América Latina, diz professor de Cambridge

Ajuste fiscal e reformas são necessários para retomada da economia

Política industrial deve ser temporária e ter metas de exportação, diz professor da Universidade de Londres