Expansão de renováveis valoriza

4268

A forte expansão de eólicas e solares que vem sendo aplicada no país nos últimos anos não é motivo de alegria apenas para os agentes dessas fontes. O aumento da participação de fontes intermitentes na matriz traz a necessidade de uma complementação de geração térmica, que desde o leilão A-6 do ano passado viu duas usinas serem leiloadas, além de ver a Prumo Logística assumir uma usina da Bolognesi em construção. “A expansão aqui vai estar calcada com fontes renováveis e complementadas com geração térmica. Acho que vai continuar a ter muita geração térmica no médio e longo prazo”, avisa Xisto Vieira, presidente da Associação Brasileira das Geradoras Termelétricas. De acordo com Vieira, a expansão da fonte térmica na esteira das renováveis é um movimento que também acontece nos países mais desenvolvidos da Europa e nos Estados Unidos. Segundo ele, na Califórnia, a cada 3 MW de renováveis contratados, deve ser contratado 1 MW térmico. Ele acredita que o novo presidente da empresa de Pesquisa Energética, Reive Barros, saberá analisar o nível de penetração das renováveis no país para fazer um planejamento ideal par o setor.

Canal Energia