Investidores globais continuam abertos às captações brasileiras

3020

Os mercados globais ainda estão abertos para o risco Brasil. Mas, ressalvam gestores e analistas, as janelas de emissões têm permanecido abertas por tempo menor neste ano em relação ao que foi visto em 2017. “Lá fora as questões políticas internas do Brasil ainda não estão pesando [sobre o interesse dos investidores], embora as eleições possam vir a se tornar um fator de incertezas mais para a frente”, diz Philip Searson, chefe internacional de mercado de capitais do Bradesco BBI. A volatilidade no exterior está mais ligada a fatores globais, como a subida de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e a guerra de tarifas capitaneada pelos EUA, ressalta o executivo.

Valor Econômico