Engie vira a única na disputa por gasoduto

3003

A francesa Engie foi a escolhida pela Petrobrás para ter exclusividade nas negociações de compra de 90% do gasoduto Transportadora Associada de Gás (TAG). As duas empresas têm até 31 de maio para chegar a um acordo sobre as bases do negócio, de US$ 8 bilhões. Caso não consigam entrar em consenso, os outros interessados voltam ao páreo com a oportunidade de fazer novas propostas, dizem fontes. Na primeira fase das negociações, além da Engie, o ativo da Petrobrás era disputado pelo fundo Mubadala, de Abu Dabi, e pelo consórcio formado entre o banco australiano Macquarie e Itaúsa, braço de investimento da família Setubal, sócia do Itaú. O gasoduto também foi sondado pelo fundo Pátria, mas a gestora brasileira, que tem parceria com o fundo americano Blackstone, desistiu por causa do elevado desembolso, segundo fontes.

O Estado de S. Paulo