Encontros com autoridades federais marcam agenda da Abdib para os próximos dias

640

A Abdib promoverá e/ou participará de três encontros com autoridades federais nos próximos dias. Essas reuniões envolvem a discussão de políticas públicas nas áreas de energia elétrica, gás natural, licenciamento ambiental e recursos hídricos.

Transmissão de energia – O Comitê de Transmissão de Energia promoverá reunião em Brasília no dia 5 de julho para discutir temas como compartilhamento de instalações de telecomunicações entre transmissoras; aperfeiçoamento de norma sobre fiscalização e operação de ativos (Resolução 729/2016); monitoramento de manutenção de faixas de servidão e banco de preços de referência da Aneel.

No dia seguinte os profissionais das empresas associadas que integram o comitê vão participar de seminário sobre licenciamento ambiental, gestão de contratos e integração de novos ativos de transmissão. O evento, organizado por órgãos federais, ocorrerá em Brasília com presença do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, do secretário de Energia Elétrica, Fábio Lopes Alves, e gestores do ONS, Aneel, Ibama e Iphan.

Recursos hídricos – Dois dias depois, dia 7 de julho, o presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Grillo, será recebido na sede da Abdib por conselheiros e empresários que integram os comitês da entidade.

O objetivo será conhecer e discutir os aspectos do Projeto Legado, desenvolvido pela ANA e pelos integrantes do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH). O Projeto Legado visa sistematizar diversos estudos e diagnósticos existentes dentro de uma agenda para aperfeiçoamento da política e do sistema sobre a governança das águas no Brasil.

Gás natural – No dia 17, haverá novo encontro, com foco nos mercados de petróleo e gás natural. Os integrantes do Comitê de Petróleo e Gás da Abdib têm encontro marcado com o secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix Carvalho Bezerra.

Além de conhecer a agenda de trabalho do MME, onde se destaca a retomada de leilões regulares de blocos exploratórios, outros assuntos serão avaliados: reformas regulatórias no momento de abertura do mercado, estímulo para harmonizar regulações estaduais e federal, desenvolvimento da demanda por gás natural e sinergia entre setores elétrico e de gás.