Com ou sem Temer, PPI de saneamento básico avançará, diz setor

487

Os projetos de concessões na área de saneamento, que fazem parte do PPI (Programa de Parceria de Investimentos), deverão avançar com ou sem o presidente Temer, segundo companhias públicas e privadas do setor. A criação de um núcleo específico para o tema dentro do BNDES, em 2016, deverá garantir a continuidade. “É o grande benefício de haver um grupo técnico independente”, afirma Hamilton Amadeo, presidente da Aegea, uma das maiores concessionárias privadas do país.

Fonte: Folha de S. Paulo