Investimento é insuficiente para universalização

499

O ritmo de investimento do governo federal, dos estados e das empresas de saneamento nos últimos anos está aquém do necessário para atingir a meta de universalização dos sistemas de água e esgoto até 2033, como previsto no Plano Nacional de Saneamento Básico. Segundo estudo da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), o objetivo seria alcançado se o país investisse cerca de R$ 15 bilhões ao ano. Entre 2014 e 2016, a verba anual destinada a obras nessas áreas ficou em torno de R$ 9 bilhões, de acordo com a Abes.

 
Fonte: O Globo