Suspensão de contratos na Malha Sul obriga exportador a recorrer a caminhão

746

Desde o dia 15 de março, exportadores de bauxita, alumina, produtos cerâmicos e refratários estão quebrando a cabeça para embarcar produtos para a Argentina. Até então, toda essa carga era transportada por ferrovia, pela Malha Sul da Rumo ALL. Mas, no fim do ano passado, a Brado – braço logístico da Rumo, que detém a concessão ferroviária – avisou que a partir de maio encerraria o contrato com a LTI Logística, que presta serviços para companhias como Alcoa e Magnesita. O motivo seria o baixo retorno do corredor, que estaria trazendo prejuízo para a empresa.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo