Ibama nega licença para hidrelétrica Tijuco Alto, da CBA

1060

Após 28 anos de idas e vindas, terminou a novela em torno da usina hidrelétrica de Tijuco Alto, o controverso projeto que a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) queria erguer no Vale do Ribeira (SP). Em um parecer de cinco páginas, o Ibama negou ontem o pedido de licença ambiental prévia do empreendimento. A presidente da autarquia, Suely Agostinho, assinou o documento que endossa a conclusão da área técnica e enterra o projeto do grupo Votorantim. Fortemente combatida pelos ambientalistas, que conseguiram travar sua construção desde o final da década de 1980, Tijuco Alto teria 144 megawatts (MW) de capacidade.

 

Fonte: Valor Econômico