Governo estuda atrelar contratos de energia a dólar

989

Com isso, há possibilidade de se obter recursos a custos mais baixos e atrair mais investidores estrangeiros, que correriam menos risco cambial. O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Luiz Augusto Barroso, apresentou a proposta e citou o Chile, que chegou a contratar energia solar com o menor valor do mundo neste ano, como referência. Segundo ele, os contratos em dólar permitiram empréstimos a 1,5% ao ano.

 

Fonte: O Globo