Ibama nega licença para construção de hidrelétrica no rio Tapajós

982

Baseada em pareceres da AGU (Advocacia-Geral da União), da Funai e do próprio Ibama, a comissão de licenciamento do órgão, que reúne todos os sete diretores, já havia decidido negar a licença por entender que, além de alagar terra indígena, o que é proibido, o projeto não trazia soluções para problemas ambientais que surgiram.

 

Fonte: Folha de S. Paulo