Governo ‘reestuda’ leilões de energia

1001

O adiamento, pela terceira vez, do leilão de novas geradoras de energia elétrica a serem construídas no prazo de cinco anos (leilão A­5) e a decisão de alterar as ofertas de linhas de transmissão são demonstrações explícitas da incapacidade do governo de levar adiante qualquer projeto mais ambicioso na área de infraestrutura, o que causa graves prejuízos ao País, que precisa ampliar e renovar a matriz energética brasileira.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo