Governo adia para fim de 2016 medida que encareceria conta de luz

870

O Ministério de Minas e Energia decidiu manter inalterado, até o fim de 2016, o volume de energia que as usinas são autorizadas a vender a distribuidoras e grandes consumidores – as chamadas garantias físicas das hidrelétricas. A revisão, portanto, entrará em vigor com dois anos de atraso, pois o prazo para a renovação desses limites venceu pela primeira vez em dezembro de 2014. Estava prevista para este mês uma mudança na regra.

 

Fonte: Folha de S. Paulo