Artigo: As instituições funcionam?

1004
Em novembro de 2012, dois meses depois da edição da Medida Provisória 579/2012, que reduziu as tarifas da energia elétrica em 20%, publiquei no Valor um artigo em que refletia meus temores com os efeitos de tal MP, convertida na Lei 12.783/2013. Temia, então, que a redução das tarifas, da forma perpetrada, frustraria todo o esforço do governo e do regulador para mostrar que o Brasil possuía instituições fortes. Se uma ressaca é passageira, como afirmou recentemente o ministro da Fazenda, o mesmo não pode ser dito dos efeitos da vulnerabilidade das instituições, que, por aqui, parecem não funcionar. (Edvaldo Santana é doutor em Engenharia de Produção e ex-diretor da Aneel)
 
Fonte: Valor Econômico