Meta é avançar dez posições em ranking global até 2022

112

O governo definiu uma meta para a infraestrutura do país: sair da atual 81ª posição para o 71º lugar nesse quesito do ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial, até o fim de 2022, e “construir as fundações necessárias” para o Brasil figurar entre os 20 primeiros colocados em 2040. “Para o alcance desta meta, estima-se que, até 2040, sejam necessários investimentos da ordem de R$ 10 trilhões – um grande desafio para o país, uma vez que foram investidos no Brasil, em 2018, cerca de R$ 112 bilhões”, afirma trecho de documento da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade que será lançado em agosto.

Valor Econômico