Editorial: Crise fiscal amplia espaço para investimento privado

261

Com investimento tão ínfimo, o Brasil não consegue conservar nem metade da infraestrutura existente. Calcula-se que, para atingir os padrões internacionais, o país deveria investir mais do que o dobro do patamar atual, ou 5% do PIB por ano durante duas décadas. Mas o percentual do investimento federal, excluindo as estatais, tem ficado pouco acima de 1% nos dois últimos anos, enquanto o país vê o desabamento de viadutos e desmoronamento de rodovias, entre outros desastres. A esperança é abrir espaço para o investimento privado por meio das privatizações e concessões.

Valor Econômico