Expansão do PIB deve puxar demanda por plano pré-pago

359

A demanda por planos de celulares pré-pagos, aqueles em que o consumidor sabe de antemão quanto vai gastar, encolheu nos primeiros onze meses do ano passado. Mas isso pode mudar em 2019, com a perspectiva de crescimento da economia. Paulo Cesar Teixeira, presidente da operadora de telefonia Claro, diz que esse cenário ocorrerá se for confirmada as previsões de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,5% a 3%.

Valor Econômico